KnoX

Fale Bem Ou Fale Mal, Mas Fale Do Seu Carro!

48 posts in this topic

- Itens de série... apesar de vir com ar condicionado digital, airbag duplo e rodas aro 16" (desnecessário num país cheio de buracos e remendos como o Brasil), falta a MERDA do ABS, atualmente tão necessária quanto o ar que respiramos. Já dei umas derrapadas feias com o carro em dias chuvosos e isso me fez borrar as calças. É inadmissível os Astras finais terem vindo sem ABS.

Quanto ao freio acho que faltou os discos traseiros. Na estrada o freio perde muita a eficiencia a partir dos 140 km/h. Dá uma impressão de fadiga mesmo. Na cidade freia bem, mas exige força no pedal.

Eu não acho a suspenção dele boa não. Pra mim é mais voltada ao conforto. Em alta velocidade, a partir dos 160 km/h o carro começa a balançar.

No meu astra achei a montagem um lixo. O meu que comprei novo, além do problema do motor, veio com um barulho de direção, peças de acabamento soltas gerando ruído, e o maldito banco do motorista está estalando até hoje, tem algo solto nele também.

Enfim, deram uma relaxada na montagem dessa ultima versão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, meu caso é um pouco diferente. Comprei meu Marea Turbo já pensando em subir forjado e encostei na oficina, então não tenho andado muito com ele. Mesmo assim acho que dá pra fazer um breve relato.

Pontos Positivos:

- Diversão: Antes de mais nada, é divertido pilotar um Marea Turbo. Minha bochecha chega até a doer de tanta risada que eu dou.

- Potência: É fácil, muito fácil tirar 280 cv do Marea Turbo 100% original. Trocando somente a turbina, mais nada, já dá pra tirar 400 cv. Esse motor aguenta com miolo stock até 400 cv.

- Conforto: Não tem nada melhor que sentar em um belo banco de couro, confortabilíssimo, com ar condicionado automático, pedaleira perfeita para punta tacco, bancos semi-concha e 400 cv ao leve toque no acelerador. Potência e conforto pra mim resume bem o que é o Marea Turbo. 200 km/h de quarta, quinta pra chegar nos 300 km/h. Tem carro de sobra.

- Surpresa: É muito legal você ver a cara de surpresa dos menos entendidos quando tentam fazer alguma gracinha. Donos de i30 estão na frente, disparado. Ah, alguns donos de Camaro também fazem umas caras legais.

Pontos Negativos:

- Manutenção: Qualquer peça custa um absurdo, e são praticamente impossíveis de achar.

- Manutenção: As vezes você é obrigado a esperar meses por uma peça na FIAT.

- Manutenção: Pouquíssimas pessoas no Brasil são qualificadas para mexer no Fivetech.

- Manutenção: Por qualquer besteira o carro quebra. Combustível ruim = retífica do motor. Óleo ruim = retífica do motor. Tossiu no painel = retífica do motor. Olhou torto = retífica do motor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom sai de um celta com ar e peguei um c3 1.4 modelo antigo

Fiquei apenas 20 dias com o carro ja que no momento to embarcado ja foram 22 agora so falta 20 para voltar. Ainda nao deu para medir o consumo dele muito bem pois nao chegou ainda nem a 1.000 rodados.

Conforto dele não tem como eu comparar com o celta, vo comparar com um palio que é o que mais parece com ele. Bancos macios na medida certa e ótima posição de dirigir espaço interno da para viajar com 4 adultos com ele numa boa muito bom direção eletrica um show mt macia, o ar-condicionado tbm não tem igual posição 2 ele refresca o carro preto em dia de sol quente bem rapido , o silencio também é muito bom motor muito silencioso.

3kgmf de torque no motor fazem muita diferente, apesar da cavalaria ser muito parecida com a do celta, susp mais macia que mais com pneus aro 15 (ainda nao peguei uma serra perto de casa para testar a fundo isso sozinho e claro a mulher está sempre presente ela ama o carro de paixão queria o novo c3 mais a grana la em casa e bem curta).

Negativos

Desenho dele atrapalha um pouco na curvatura do vidro quem dirige pela 1 vez reclama um pouco porta-malas reduzido, na frenagem ele assusta poderia ter freios um pouco melhor com disco nas 4 (seria pedir muito). o Consumo dele ainda nao foi medido mais nao empolga muito nao. Veio com um barulho na susp a ccs me pediu 3 dias para concerto e nao pude deixar o carro. Posição do controle dos vidros também não ajuda muito perto do cambio.

Eu adorei o carro é manco sim, o torque dele ajuda muito posição de dirigir é muito boa. Sempre disse que era carro de mulher e acabei pegando 1 :P. Uns 5 anos com ele ctz eu ficarei, se não me causar problemas acho dificil eu sair da citroen.

O barulho da suspenção não é suspenção.

O barulho da suspenção é, na verdade, a pinça de freio que estourou os prisioneiros,a CC vai embeber de graxa e reapertar, o barulho vai voltar em 1 mês ou após a primeira chuva forte.

Acredite em mim, tive um e com o mesmo problema, o resultado foi mandar embuchar a pinça pois uma nova me pediram R$1.200,00, o torneiro falou na época, que fazia aproximadamente 20 por mês, e era verdade porquê eu vi um monte de pinça de c3 lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os que eu mais gostei de ler até agora:

Chevette SE

BMW 118

Omega GLS 2.2

parabéns por expressar tão bem o verdadeiro significado da expressão prazer ao dirigir. É engraçado pra quem nunca teve a experiência de andar e curtir carros mais antigos, ver no mesmo texto um relato elogiando tanto um Chevette e um BMW, mas pra mim é algo perfeitamente normal.

é engraçado sábado quando chego de Brasília, estaciono na vaga um Siena completinho, zero km, silenciosinho... aquela coisa toda, e dou a partida no Opala. Aquele ronco grave invadindo o subsolo, os nhec nhec das molinhas do banco, o vidro tremendo na porta com a vibração do motor ainda frio, o acelerador e o câmbio, que por serem "parceiros" de um carburador adaptado pra rodar no álcool e de um temperamental trambulador externo, exigindo toda intimidade para serem conduzidos com perfeição, a posição de dirigir infinitamente melhor que do Siena...a sensação que tenho é a de que realmente AGORA SIM eu sestou no meu carro e agora sim eu vou dirigir por puro prazer.

Monza SLE 88:

parabéns por manter tão bem essa jóia dos bons tempos da saudosa GM de outrora. Me sinpatizo bastante por esse carro, antes do Kadett queria um desses mas o dinheiro não dava e acabei comprando um Escort XR3 que só me deu dor de cabeça. Acho que se tivesse comprado um Monzão bem equipado, talvez nem teria o trocado no Kadett e teria antecipado a questão Opala na minha vida, ainda em 2003.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto ao freio acho que faltou os discos traseiros. Na estrada o freio perde muita a eficiencia a partir dos 140 km/h. Dá uma impressão de fadiga mesmo. Na cidade freia bem, mas exige força no pedal.

Eu não acho a suspenção dele boa não. Pra mim é mais voltada ao conforto. Em alta velocidade, a partir dos 160 km/h o carro começa a balançar.

No meu astra achei a montagem um lixo. O meu que comprei novo, além do problema do motor, veio com um barulho de direção, peças de acabamento soltas gerando ruído, e o maldito banco do motorista está estalando até hoje, tem algo solto nele também.

Enfim, deram uma relaxada na montagem dessa ultima versão.

Então Cleber, acho que cada carro vem de um jeito, uns mais caprichados que outros, alguns zicados totalmente, é complicada essa questão.

No meu caso, meu Astra 2010 veio bem construído, não bate nada, é um carro robusto, com suspensão robusta. Não é uma suspensão esportiva, claro... mas também não é tão voltada ao conforto não. Para mim, pelo menos, segura bem o carro nas curvas e ando a 180 Km/h sem medo de o carro desintegrar ou sair da trajetória, como muitos outros "nacionais" por aí. Não é nada excepcional, mas também não transmite insegurança.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então Cleber, acho que cada carro vem de um jeito, uns mais caprichados que outros, alguns zicados totalmente, é complicada essa questão.

No meu caso, meu Astra 2010 veio bem construído, não bate nada, é um carro robusto, com suspensão robusta. Não é uma suspensão esportiva, claro... mas também não é tão voltada ao conforto não. Para mim, pelo menos, segura bem o carro nas curvas e ando a 180 Km/h sem medo de o carro desintegrar ou sair da trajetória, como muitos outros "nacionais" por aí. Não é nada excepcional, mas também não transmite insegurança.

msella80,

Sobre a suspensão, acho que vale a referencia para comparação. Meu pai já teve um Vectra CD 1997. Aquilo sim era uma ótima suspensão. Confortável, estável em retas, e nada de jogar a bunda nas curvas.

A do Fusion atual (modelo ainda em venda) também é ótima, a nível do vectra. Ambos com suspensão independente na traseira.

A do astra até que é boa, pois consegue unir um bom conforto e um pouco de estabilidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ford ka 2002/2010.

Antes que me perguntem , 1 é o ano de fabricação, e o segundo o ano que eu 'fabriquei' ele!!.

Pontos positivos quando ele era original:

- performance, era muito boa pra quem tinha 65 cv e 900 kgs. Tinha uma boa aceleração, retomada, bom final, excelente contorno de curva, e estabilidade em altas velocidades. Para um carro de 14 mil reais, ele entregava o que se propunha.

- acabamento era melhor do que seus concorrentes de sua época, e a prova disso é , que até hoje o acabamento permanece 'como novo' após 10 anos de sol e chuva.

- excelente engate de marchas.

- embreagem hidraulica, é leve

- belo acerto de suspensão

- alinhamento original só proporcionava performance, aliado a economia de pneus.

Pontos negativos:

- como todo popular o conforto é péssimo

- carcaça da valvula termostática racha com o tempo ( porém eu já resolvi esse problema)

- suspensão é dura, visa segurança, então para andar na buraqueira de sp, se não for com cuidado, em pouco tempo detona as buchas de bandeja, batentes, e rolamentos.

- Bobina de ignição foi colocada em cima do coletor de scap, o que faz diminuir sua vida útil ( problema solucionado).

- compressor do a/c rouba muita potencia, e o mapa de injeção, não altera a relação ar combustível quando muda a tensão do sistema, com isso o RPM cai assim que se liga o mesmo.

- Caixa de direção extremamente frágil para nossas ruas esburacadas.

Atualmente ele é 90% do jeito que quero, então só tem pontos positivos, os negativos eu vou arrumá-los de meu jeito.Se tornou um carro esportivo, então ele exige alguns cuidados especiais.

- Motor 1.6 flex com 140 cvs na gasolina ( só pode usar podium devido ao mapa mais agressivo )e 141 cvs no alcool ( porém fiz modificações que acredito que tenham rendido uns 5 cvs á mais.

- Cambio de 1.0, porém vou trocar relação de coroa e pinhão pra alongar ligeiramente todas as marchas, até que eu consiga um cambio 6 marchas ( que to namorando).

- Suspensão amortecedores de novo ka, que tem mais carga, com molas alemãs H&R para sportka europeu. Carro extremamente firme, porém tem de andar com amor e carinho na buraqueira, e mesmo assim ele tem o conforto igual de um mini cooper, e mais duro que um DS3.

- Freios , passaram de 180mm para 260 mm, só cabe roda aro 14 ou 15. Uso 15 bem leves.

- Pneus Hankook k110 composto de slick com desenho radial, gasta rápido, mas gruda muito até na chuva, e seu desenho permite um escoamento mais rápido da água, evitando bastante a aquaplanagem.

- Farois com projetores e xenon, aumentando em 100% a eficiência do conjunto e trazendo segurança.

Não vou dar a receita completa , e para ficar 100% perfeito, falta:

- a direção elétrica do new fiesta, pois ela não rouba potencia como direção hidráulica, devido a ausência de polia, além de ser mais direta, e necessitar de menos voltas no volante para esterçar, isso ajuda e muuuuuuito pra apontar a frente do carro aonde quer, e consertar o carro em saídas de traseira, etc.

- colocar alcantara no volante ( sim achei quem venda na inglaterra), e 'criar pegada esportiva' , para evitar as mãos escorregarem no calor, ou quando tiver andando rápido.

- colocar rodas mais leves, mandar fazer bancos mais leves, tipo concha e com maior ergonomia para rua.

- trocar algumas peças da carroceria, para aliviar um pouco mais o peso.

- E por ultimo e não menos importante, trocar comando, aumentar a cilindrada, e trocar a injeção por uma motec m4 .

abs

Opa cambio 6 marchas ai vai ficar forte e mega economico 6 com ove para a estrada (talvez!?)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou endossar o post do msella porque afinal é o mesmo carro (astra 140CV 2010), porem vou acrescentar algumas coisas.

direção hidraulica: a minha dh ficou mais leve depois da substituição do fluido, eu tambem percebia ela como sendo pesada mas agora ficou leve, até um pouco demais.

grilos: existe um que ocorre no brake light, ele fica encostando na lataria da tampa do portamalas onde ele é encaixado, ocorre muito em estradas de paralelepipedo. é necessário colar algumas tiras adesivas de EVA naquela região e ai sim aparafusar o brake light de volta no lugar, que o barulho some.

espelho eletrocromico: deveria existir um botão que permitisse aciona-lo manualmente, mesmo que fosse um push button que acionasse por alguns minutos e voltasse ao normal. quando temos o 3º passageiro no banco de trás , a sombra da cabeça dele fica na frente do sensor do espelho e ele nao aciona se vier um carro atras com farol alto, então vc ve a cabeça do cara no meio e os dois farois nas "orelhas" desse passageiro. outra situação é dirigindo a favor do sol, quando vai chegando no fim da tarde o sol entra pelo vidro de tras e o motorista nao pode fazer nada.

ar condicionado: tenho a nitida impressão que os astras antigos gelava melhor, pq depois que coloquei o 2º eletroventilador que vinha (e não vem mais nos astras 2009 em diante), o ar passou a gelar melhor, pelo menos na cidade e nos dias quentes a diferença é nitida, já na estrada, já gelava e muito. o a/c digital, toda vez que desliga e liga o carro ele abre a recirculação. porem exsite uma configuração que é feita na ccs que o a/c mantem ela fechada dependendo so sensor de carga solar que fica no topo central do tabelier. a porinhola da recirculação tem um defeito cronico por ser toda de plastico, e quebra uma vez por ano se nao fizer algum tipo de adaptação.

viseiras parassol: aquelas portinholas que protegem o espelho tem eixos "dobradiças" que são muuuito frageis, se abrir de mal jeito quebra na hora.

assentos: o assento do motorista tem um rangido muito chato, mas esse defeito pode ser retirado na concessionaria.

vidros eletricos: o mecanismo dos vidros de tras é fraco, é conhecido pelos reparadores. é comum quebrar uma peça plastica que segura o vidro, ela quebra ao subir. tem que ser feito um "upgrade" pra uma peça de metal que é fornecida como reposição desse mecanismo, ai acaba o problema.

farois: as lampadas do pisca/seta dos farois dianteiros só pode ser trocada se for retirado o farol do carro. eu tentei trocar sem retirar o farol e ela fica espremida por debaixo da quina o paralama, inacessivel... não tão ruim mas complicado, é tentar trocar qualquer lampada. o espaço é muito apertado.

suspensão: todo astra tem um defeito cronico que aparece mais cedo ou mais tarde: as borrachas (buchas) do estabilizador dianteiro, que ficam presas embaixo do assoalho do carro, segurando a barra. com o tempo elas começam a atritar com a barra (acho que pelo ressecamento) e fazem a barra ranger quando a barra gira dentro das borrachas. isso acontece quando se passa em lombadas, e a zoada parece de feixe de mola... não tem risco nenhum se ficar assim pois não está ameaçando nada, mas é uma zoada chata pra burro, e pode endoidar muita gente trocando a suspensão inteira, gastando uma fortuna pensando que é algo grave, por causa de 2 borrachas de 10 conto cada uma.

perdoem o tamanho do post, mas foi o jeito, rsrsrssrsrsr

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que posso falar do Palinho, já que convivi 3 anos:

Palio ELX 1.3 16v 2002

Pontos positivos:

- Conforto: os ELX dessa fornada foram fáceis os que vieram com os melhores bancos da primeira geração do Palio (G1 a G4,5). Não me cansava em viagens longas, que fiz MUITO com ele, diga-se de passagem. A suspensão macia é odiada por quem é mais entusiasta, mas facilmente é a que filtra mais a buraqueira da cidade. Pro dia-a-dia eu não queria muito mais dura não. Direção direta, mas com bom peso e demais comandos leves. Os pedais permitem Punta-tacco!

- Acabamento: idem ao anterior, considerando a sua categoria, claro. Em 2002, talvez só o Clio Privilége tivesse acabamento melhor. Com 10 anos de uso, quase nada de barulho, tudo no seu lugar, volante e câmbio com poucos sinais de desgaste. O meu tinha couro, o que contribuía.

- Motor: Merece um comentário a mais, porque pra mim ainda é o melhor motor que a Fiat fez. Com a arquitetura original da sua geração de motores Fire e injeção Bosch, sempre foi um relógio. A única coisa que precisei fazer relacionada com a injeção nos 3 anos foi a troca do sensor de temperatura, que estava falhando e fazia a injeção entrar no modo de segurança para superaquecimento, limitando a rotação em 3500rpm, enriquecendo a mistura e indicando o problema com a luz da injeção e de temperatura no painel. Entendi o recado de imediato.

O acerto dele, apesar de 16v, foi claramente o de obter o melhor desempenho possível em baixa rotação: era quadrado, tinha coletor de admissão longo e comandos para tal. Porém a injeção era gente boa o suficiente para entender quando queríamos desempenho, e o motorzinho parecia render mais do que os 80cv declarados. Eu até torcia para aparecer na estrada era algum Golf 1.6 apressadinho querendo passar "no desrespeito" hehehe.

Entregava um consumo bem razoável com o desempenho, considerando o que havia entre os carros de sua época.

Melhor consumo urbano: 12 km/l em Campina Grande, com ladeiras, mas pouco tráfego.

Pior urbano: 9,5 km/l nos engarrafamentos e ladeiras de BH.

Melhor consumo na estrada: 15,5 km/l a 120 km/l e ar 50% do tempo.

Pior na estrada: 10 km/l andando entre 160 e 190 no painel, com medo de assalto de tão deserta que era a estrada no MA.

Pontos negativos

Suspensão: se a maciez é boa pro conforto, obviamente não contribui para o comportamento. Rolava muito. No meu, os 195/55 R15 melhoravam sobremaneira o comportamento. Eu nunca colocaria nada de perfil mais alto.

Volante: Parecia de caminhão, de tão grande hehehe

Motor: o único detalhe negativo do motor, a meu ver, é a posição dos selos do arrefecimento. Isto extende-se a todos os fire. Como o bloco é de ferro, usar água de torneira e não usar aditivo é permitir a formação de ferrugem, que tende a corroer os selos e provocar vazamento. Um desses selos fica encoberto pelo câmbio! O selo custa mixaria (coisa de 10 reais), mas vão te cobrar 20, 30x isso de mão de obra para retirar e reinstalar o câmbio. No meu foi o único problema que deu, marcando 100 mil km. Quando peguei o carro, estava com água de torneira. Ou seja, uma hora ou outra, iria aparecer o vazamento.

Ar condicionado: gelava que era uma beleza, mas tive que fazer serviço duas vezes (aos 80 mil, evaporador, e aos 110 mil km, vazamento em linha).

Ps.: se pudesse voltar no tempo... teria comprado o mesmo carrinho de novo, fácil. Atendeu muito bem ao que se propõe e ao que eu queria e podia ter.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

grilos: existe um que ocorre no brake light, ele fica encostando na lataria da tampa do portamalas onde ele é encaixado, ocorre muito em estradas de paralelepipedo. é necessário colar algumas tiras adesivas de EVA naquela região e ai sim aparafusar o brake light de volta no lugar, que o barulho some.

Os funcionários da concessionária me disseram que fazem isso nos astras. kk

assentos: o assento do motorista tem um rangido muito chato, mas esse defeito pode ser retirado na concessionaria.

O meu está assim. Vou levar na concessionária para ver isso.

vidros eletricos: o mecanismo dos vidros de tras é fraco, é conhecido pelos reparadores. é comum quebrar uma peça plastica que segura o vidro, ela quebra ao subir. tem que ser feito um "upgrade" pra uma peça de metal que é fornecida como reposição desse mecanismo, ai acaba o problema.

Aqui não deu problema ainda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

BMW 118i Sport kit M 2011

Prós:

- kit M (rodas 17', parachoques, volante, forro do teto preto, farol máscara negra, costura dos bancos)

- design

- tração traseira

- estabilidade

- estilo de condução... vc literalmente sente o carro nas suas mãos

- câmbio 6 marchas

Contra:

- sem ar digital

- sem projetores

- motor poderia ser mais forte

- pneus run flat (tô rezando para não furar e durar bastante)

consumo entendo como razoável: 8km/l na cidade / 13km/l na estrada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Focus GL 1.6 Flex 2008

Pontos Positivos

Dirigibilidade: é quase inexplicavelmente bom de dirigir. Sério hehe. Não tem os melhores bancos, nem o melhor câmbio, nem posição esportiva, mas é aquele carro que você quer achar motivo pra ficar andando hehehe. Direção simplesmente perfeita no tamanho, no peso (não muito leve) e na relação.

Suspensão: Beiraram a perfeição para a proposta. Se voce vai de boa, é confortável, porque a suspensão inicialmente é macia. Mas quando a solicitação aumenta, a resposta é mais forte e muito bem controlada. É uma delícia. O único porém do 1.6 especificamente é tiraram a barra estabilizadora traseira que vinha no 1.8 e 2.0, então a carga de amortecedores e molas traseiros aumentou e o deixou menos confortável do que antes. Mas ainda assim, acho melhor que a do Golf para a proposta.

Ergonomia: Alguns prefeririam uma posição mais baixa, mas pra mim é quase perfeita. Só não gosto dos pedais. Não cansa em viagens longas.

Acabamento: É o Focus antigo. Apesar de que a primeira leva era ainda melhor, hoje voce um carro em que praticamente todas as superfícies de contato com voce (inclusive os comandos, botões) são macios é coisa de carro de 80 mil pra cima, com poucas exceções. O próprio Focus novo regrediu neste aspecto. É realmente agradável.

Motor: Comprei esperando andar igual ao Golf 1.6. Esperei errado, felizmente =P hehehe. Não sei que macumba fizeram na injeção dele, que é diferente da do Fiesta e Ecosport Rocam, mas no álcool realmente não parece que eles tem o mesmo motor.

Ele não é tão torcudo em baixa como o VW 1.6 VHT, mas tem o suficiente para se virar nas ladeiras de Belo Horizonte, por exemplo. Deve ter os mesmos 14 m.kgf a 2250rpm que o Rocam tinha originalmente, a gasolina. Só que esse do Focus cresce até 16 m.kgf a 4250rpm. Resultado, potência na faixa dos 1.6 16v de sua época: 112cv a 5750rpm. Claro, com sua taxa alta, funciona melhor no álcool do que na gasolina, em que entrega 7cv e 0,9 m.kgf a menos.

Mas a macumba que eu não entendo é o que acontece depois disso: essa coisa vai até o limite com o mesmo fôlego, se ninguem me dissesse, eu acharia que é um 16v fácil.

Pontos negativos:

Pedais: Não é possível fazer punta-tacco, porque o acelerador é pequeno e fica alto demais. Ainda vou tentar descobrir se dá pra regular.

Ronco: odeio aquele barulho típico que o rocam faz constantemente "trsssssss". Em alta rpm o ronco de aspiração e exaustão é até legal, mas em baixa parece um CHT. Horrível!!!!. Se fosse mais novo acho que colocaria um abafador mais aberto hehehehehe

Consumo: não considero exatamente péssimo, afinal o motor não usa as soluções mais avançadas e o carro não é exatamente leve para um 1.6, mas poderia ser melhor. Mas é preciso levar em conta que os meus trajetos em Belo Horizonte não ajudam.

Cidade (alcool): 7 km/l

Cidade (gasolina): 9 km/l

Estrada (álcool): 11,5 km/l a 120 com a/c ligado.

Outros:

O meu (GL) não tem airbag. Deveria ter procurado mais e pegado um com =(.

O mesmo para vidros eletricos traseiros e abertura do porta-malas. Vergonhoso.

Aquele acabamento na parte de baixo do parachoque dianteiro pega em qualquer rampa, é um saco.

Vem com pneus de vovô: 185/60 R14.

Estou devendo fotos, depois crio o devido tópico na garagem.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aproveitando que viajei 1500 km semana passada.

- Consumo do astra 2009/2010, tentando manter 140 km/h, ar condicionado ligado.

Nas duas primeiras medições. 2 pessoas e 4 malas. Fez 7,5 km/l. Combustível: Etanol da BR

Na terceira medição, 3 pessoas e 5 malas. Fez 8,5 km/h. Não lembro a bandeira do posto

Na quarta medição, 2 pessoas e 4 malas. Fez 9 km/h. Etanol da Shell.

Creio que a diferença no consumo é devido a diferença de altitude das cidades. Entre Itumbiara a Socoraba, dá uns 200 metros de diferença. Parece pouco, mas vai saber.

- Freio do carro está pessimo. A 140 km/h, uma leve pisada no pedal, ouve-se um ruído de vibração. Como o volante não treme, acho que há algo errado na parte de trás.

Mês que vem levo na concessionária para verificar. Meu antigo astra era a mesma coisa, então nem tenho muita esperança.

- Iluminação

Apesar de ser projetores, e ter a baixa e alta separadas, não é lá uma brastemp. O baixo é muito baixo, então a noite passamos sufoco. O alto já melhora, mas ainda um pouco baixo. Talvez esteja precisando regular. A intessidade das lampadas também não impressiona.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aproveitando que viajei 1500 km semana passada.

- Consumo do astra 2009/2010, tentando manter 140 km/h, ar condicionado ligado.

Nas duas primeiras medições. 2 pessoas e 4 malas. Fez 7,5 km/l. Combustível: Etanol da BR

Na terceira medição, 3 pessoas e 5 malas. Fez 8,5 km/h. Não lembro a bandeira do posto

Na quarta medição, 2 pessoas e 4 malas. Fez 9 km/h. Etanol da Shell.

Creio que a diferença no consumo é devido a diferença de altitude das cidades. Entre Itumbiara a Socoraba, dá uns 200 metros de diferença. Parece pouco, mas vai saber.

- Freio do carro está pessimo. A 140 km/h, uma leve pisada no pedal, ouve-se um ruído de vibração. Como o volante não treme, acho que há algo errado na parte de trás.

Mês que vem levo na concessionária para verificar. Meu antigo astra era a mesma coisa, então nem tenho muita esperança.

- Iluminação

Apesar de ser projetores, e ter a baixa e alta separadas, não é lá uma brastemp. O baixo é muito baixo, então a noite passamos sufoco. O alto já melhora, mas ainda um pouco baixo. Talvez esteja precisando regular. A intessidade das lampadas também não impressiona.

Cara, sobre os faróis, regulagem é essencial, e nas lâmpadas halógenas depois de 3 anos já se nota uma perda de luminosidade. Faróis projetor bem regulados e com lâmpadas em dia são muito bons.

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Valeu PHAER, vou anotar isso para eu verificar. Quem sabe eu já troco as lampadas por umas teoricamente melhores. Ou não, pq to doido para pegar outro carro ano que vem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aproveitando que viajei 1500 km semana passada.

- Consumo do astra 2009/2010, tentando manter 140 km/h, ar condicionado ligado.

Nas duas primeiras medições. 2 pessoas e 4 malas. Fez 7,5 km/l. Combustível: Etanol da BR

Na terceira medição, 3 pessoas e 5 malas. Fez 8,5 km/h. Não lembro a bandeira do posto

Na quarta medição, 2 pessoas e 4 malas. Fez 9 km/h. Etanol da Shell.

Creio que a diferença no consumo é devido a diferença de altitude das cidades. Entre Itumbiara a Socoraba, dá uns 200 metros de diferença. Parece pouco, mas vai saber.

- Freio do carro está pessimo. A 140 km/h, uma leve pisada no pedal, ouve-se um ruído de vibração. Como o volante não treme, acho que há algo errado na parte de trás.

Mês que vem levo na concessionária para verificar. Meu antigo astra era a mesma coisa, então nem tenho muita esperança.

- Iluminação

Apesar de ser projetores, e ter a baixa e alta separadas, não é lá uma brastemp. O baixo é muito baixo, então a noite passamos sufoco. O alto já melhora, mas ainda um pouco baixo. Talvez esteja precisando regular. A intessidade das lampadas também não impressiona.

bem lembrado isso que vc comentou. o farol do meu tambem veio com o facho "enterrado" pra baixo, precisei regular. a diferença em termos de regulagem foi grande, e dá uma melhorada na iluminação, mas com as halogenas originais nao dá pra esperar muita coisa mesmo não. mas antes de ir pros farois é bom confirmar se a regulagem eletrica está funcionando ok, pois pode acontecer de não estar na posição "0" por algum motivo, eu já tive um mal contato na tomadinha daqueles motorezinhos do farol, que mesmo vc colocando pra posição "0" ele nao respondia, mas isso era num farol só, o outro subia e descia. dê uma mexida nessa regulagem eletrica do farol com o carro parado de frente pra uma parede e veja se os 2 estão subindo e descendo por igual.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aproveitando que viajei 1500 km semana passada.

- Consumo do astra 2009/2010, tentando manter 140 km/h, ar condicionado ligado.

Nas duas primeiras medições. 2 pessoas e 4 malas. Fez 7,5 km/l. Combustível: Etanol da BR

Na terceira medição, 3 pessoas e 5 malas. Fez 8,5 km/h. Não lembro a bandeira do posto

Na quarta medição, 2 pessoas e 4 malas. Fez 9 km/h. Etanol da Shell.

Creio que a diferença no consumo é devido a diferença de altitude das cidades. Entre Itumbiara a Socoraba, dá uns 200 metros de diferença. Parece pouco, mas vai saber.

- Freio do carro está pessimo. A 140 km/h, uma leve pisada no pedal, ouve-se um ruído de vibração. Como o volante não treme, acho que há algo errado na parte de trás.

Mês que vem levo na concessionária para verificar. Meu antigo astra era a mesma coisa, então nem tenho muita esperança.

- Iluminação

Apesar de ser projetores, e ter a baixa e alta separadas, não é lá uma brastemp. O baixo é muito baixo, então a noite passamos sufoco. O alto já melhora, mas ainda um pouco baixo. Talvez esteja precisando regular. A intessidade das lampadas também não impressiona.

Cara, sobre consumo acho que não tem mistério, passou de 110-120km/h é difícil vc conseguir marcas melhores, tente andar abaixo disso, algo como 110km/h, e te garanto que esse consumo chega fácil nos 10-10.5km/l.

Abç.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas eu não reclamei do consumo não. Até acho 9 km/l uma ótima marca a essa situação.

Viajar a 110 é um tédio, anti-natural para o carro. kk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos lá então, ja vi falarem do Symbol, então vou falar do seu predecessor: Clio Sedan 2003 1.0 16v

Comprei o meu ha 2 anos e meio atrás, nesse tempo andei em torno de 34 mil km, toda quilometragem com abastecimentos registrados em caderninho do carro, bem como algumas trocas de peças, filtros e etc.

Pontos Positivos:

  • Motor: Proporciona o que o segmento pede, um motor tranquilo de lidar, com força para cidade e um bom empuxo para a estrada. Dá tranquilo para andar a 110km/h e fazer uma média de 15,5km/l, dependendo chega a 16.. na cidade faz entre 11,5 e 12km/l. Costumo dar umas esticadas, para ouvir o barulho da aspiração(sei la eu chamo assim hehehe) do ar nos 5000 rpm...
  • Suspensão: É bem o carro com a suspensão típica francesa, mole, balança bem mas não tomba(graças a deus até hj não iuhaeuihaeiuhea). Como a carroceria se mexe bastante pela suspensão ser mole, para curvas depende muito dos pneus, então não dá para colocar pneu meia boca ou deixar chegar nos arames. Para uma tocada bem esportiva acaba sendo ruim, mas pra mim, é bem boa, muito macia, as vezes até parece que ando em uma pick-up média, pelo balanço que gera dependendo do piso.
  • Conforto: É bem bom, os bancos são macios, e os plásticos se bem cuidados são bons também. Digo 'se bem cuidados' porque sempre que paro do lado de outro clio vejo o painel e é todo fosco, empoeirado, depois reclamam que racha, ai olho o meu, brilhoso, sempre com silicone e outro produto especial para plastico. O conforto para quem vai atrás, segundo minha mãe que sempre anda lá porque gosta, é bom. Diz ela e pelo que vi, que tem boa visibilidade mesmo com gente na frente. O espaço das pernas é que fica comprometido se os bancos da frente estão um pouco para trás, além de se quem for atrás for alto, em algum desnível pode bater com a cabeça no canto do teto. Outra questão que me chama atenção, ainda mais depois que compramos um civic 2005 lxl aqui, é o silêncio ao rodar. No civic parece que to a 5cm do asfalto pelo ruído interno, em dias de chuva então parece que tem água dentro, ja o clio é bem silencioso, dá para conversar tranquilo.
  • Visibilidade: O carro tem um tipo de cintura baixa, visto por dentro, é tipo Uno, me sinto alto dentro dele, com boa visibilidade, só não consigo me acostumar muito com o espelho direito que a visão é que as coisas estão mais longe, mas não muito por isso e sim pelo ponto-cego(deixo isso para o Pontos negativos). Apesar de ter o porta-malas escondido da visão, dá para ter uma boa noção ao estacionar, mesmo sem sensor de estacionamento.
  • Acessórios: Bons pelo preço do carro. AB2, controle do radio no volante, ac, ve, dh, espelho eletrico...
  • Manutenção: Bem normal. Só levar em quem saiba mexer em carro 16v que ta certo. Os preços não são tão altos como dizem, aqui na região fica na base de GM por exemplo. Algumas peças são mais chatas, mas nada muito ruim.
  • Comportamento na cidade: Suficiente. Lento em baixa por ser 16v mas se usar o AC, não tem que ter pressa mesmo, ele tranca.
  • Comportamento na estrada: "VAI QUE É TUUUUA" hahaha essa frase é a que mais uso, em especial para ultrapassar caminhões. Ele tem uma força bem boa se comparado aos outros 1.0, andando a 110km/h ele ta em 4200rpm que é o ponto de torque, então é bem tranquilo nessa velocidade. Se precisar embalar e andar mais que isso, ele aguenta muito bem, sem tremeira, só acima de 160(no painel) é que ele flutua mais. Nas curvas é bem estável, a suspensão segura bem.

    Pontos negativos:
  • A posição dos controles dos vidros é muito ruim, perto do cambio.
  • A coluna A que na minha posição de dirigir esconde alguns motociclistas e dependendo do ângulo alguns carros.
  • Os pontos cegos dos espelhos laterais. Outro dia tinha um uno inteiro no meu ponto cego direito, sorte que já tenho habito de virar a cabeça para ver.
  • O carro morre muito na cidade com ar condicionado, que além de não ser mt ágil em baixa por ser 16v, com ar ou é giro muito alto ou é paciência.
  • Os faróis que ficam opacos com o tempo.
  • Falta de termometro nos clios antes de 2005, que depois vieram nos privilége.
  • Embreagem da Renault muito dura. Pensei que era problema do meu carro, mas ja testei outros clios e symbol e vi que é dura, comparando em especial com GM.
  • Qualquer poça de água que passe a correia patina(não sei se é só o meu)

    Esses pontos negativos são realmente chatos, mas muitos deles dá para acostumar tranquilo. O que mais me deixa na dúvida de trocar o clio é pegar algum carro que não tenha a suspensão macia, que é algo que gosto muito. A exemplo do civic daqui, que é bem rígida, não me adapto. Ah sim, e o porta-malas que com 510L foi por um tempo o maior da categoria, mas as astes dele quebram um pouco o bom volume e a boa entrada, além de uma barra de ferro desconsiderar o rebatimento dos bancos para aumentar o espaço.
  • Se for para dar uma nota, dou 9. Poderia a embreagem ser mais macia e os pontos cegos com espelhos um pouco maiores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porra Nitrous... a 110 Km/H está a 4.200 rpm? Isso é relação de Celta/Classic.... affff.... o barulho deve ser insuportável nessa velocidade.

No Astra, essa rotação se atinge lá pelos 150 Km/h.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porra Nitrous... a 110 Km/H está a 4.200 rpm? Isso é relação de Celta/Classic.... affff.... o barulho deve ser insuportável nessa velocidade.

No Astra, essa rotação se atinge lá pelos 150 Km/h.

é 1.0, considerando esse fator tá é bom. Celta e Gol são mais curtos ainda, e aida tem funcionamento aspero (8v) em alta, ao contrário do Clio.

no Kadett (saudade) eu andava a 140 a 3.600 rpm. Era bom demais, mas o Siena tem o escalonamento muito bom pro motorzinho dele, marca 3600 a 120. Se fosse mais longo ia ficar frouxo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!


Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.


Sign In Now