Ir para conteúdo
MIS

Chevrolet Cruze hatch 2017

Recommended Posts

Ele tem pouco mais de 1.321 kg (sedã, mas o hatch não foge muito disso), mas tem torque (24 a 2.100 rpm na gasosa). Não é para passar essa impressão. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 4 de janeiro de 2017 at 11:06, msella80 disse:

Ontem eu estava indo para a oficina de um mecânico amigo da família que está fazendo uma manutenção no Corolla da minha mãe. No caminho, cruzei com duas mulheres saindo de dentro de um Cruze sedã 1.4T. Perguntei para a motorista o que ela achava do carro e se realmente andava tudo aquilo mesmo. Ela disse que sim, que andava muito bem e era econômico. Quando cheguei à oficina, perguntei para o mecânico se ele conhecia aquele carro e o que achava. Ele falou que havia dirigido sim, mas que tinha achado decepcionante, pois o carro continua com a impressão de que é pesado demais para o motor e a cavalaria.

Eu, particularmente, sempre fico com o pé atrás quando o assunto é downsizing de motores, principalmente para determinados modelos, que são maiores e mais pesados. Para eles, creio que uma cilindrada maior seria muito mais bem-vinda!

Mas esses motores turbos de torque plano eles não passam sensação de desempenho. A aceleração fica quase constante, parece que não está andando nada mesmo. Junta as melhorias de isolamento acústico, de acerto de suspensão e pronto: Eles são eficientes, mas não dão a emoção de um Opala 6 cilindros esticando marchas lá debaixo até o fim do mundo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 04/01/2017 at 11:06, msella80 disse:

Ontem eu estava indo para a oficina de um mecânico amigo da família que está fazendo uma manutenção no Corolla da minha mãe. No caminho, cruzei com duas mulheres saindo de dentro de um Cruze sedã 1.4T. Perguntei para a motorista o que ela achava do carro e se realmente andava tudo aquilo mesmo. Ela disse que sim, que andava muito bem e era econômico. Quando cheguei à oficina, perguntei para o mecânico se ele conhecia aquele carro e o que achava. Ele falou que havia dirigido sim, mas que tinha achado decepcionante, pois o carro continua com a impressão de que é pesado demais para o motor e a cavalaria.

Eu, particularmente, sempre fico com o pé atrás quando o assunto é downsizing de motores, principalmente para determinados modelos, que são maiores e mais pesados. Para eles, creio que uma cilindrada maior seria muito mais bem-vinda!

Impressão não importa. Somente os números. E os números provam que ele anda mais que o anterior e mais que os concorrentes com motor 2.0 de aspiração atmosférica. Se cairia bem um 2.0 turbo? Claro que sim! Mas não pro consumidor médio. Esse que andar razoavelmente bem e sem gastar. Vide Corolla como líder de vendas.

Editado por bighouse

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O que eu estou vendo no Cruze é que melhorou em todos os aspectos e notadamente no desempenho e consumo. Está andando parelho com o Golf 1.4 TSi que era a referência do segmento até então, e dependendo do negócio, oferece mais conteúdo pelo mesmo preço.

 

Antes era um carro que dificilmente eu compraria frente a concorrência. Agora, eu teria um Cruze mais fácil do que o Focus, que tem excelente conjunto, mas um câmbio difícil de confiar. Mais fácil que o Golf, que continua bom, mas está muito mais caro, piorou mecanicamente (perdeu a multilink atrás e eu acho o tiptronic bem medíocre) e tem seguro caríssimo. Também mais fácil do que o 308 thp, que é ótimo, mas pra comprar zero km é o que mais desvaloriza. E por fim, também mais fácil que o Bravo T-jet, que é livre de defeitos crônicos, tem câmbio manual (minha preferência), mas já está obsoleto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×