Ir para conteúdo

Bill

Membros
  • Total de itens

    149
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    9

Bill last won the day on November 24 2017

Bill had the most liked content!

1 Seguidor

Sobre Bill

  • Rank
    Borracheiro
  • Data de Nascimento 15-06-1989

Profile Information

  • Local
    São Paulo

Seu Carro

  • Fabricante
    Volkswagen
  • Modelo
    Up!
  • Versão
    1.0 TSI Connect
  • Cor
    Prata
  • Ano/Modelo
    2017/2018

Últimos Visitantes

417 visualizações
  1. Só pra dar uma idéia, pois se trata de um veículo mais antigo. Um tio tem um Alfa Romeu Giulia Junior, 1973 ou 74 (não me lembro bem). Há não muito tempo (meses) teve um problema com a transmissão do bicho e gastou mais ou menos uns 18 mil em algumas peças, sem mão de obra. Mesmo com a diferença de idade, não imagino o de 99 sendo muito diferente em valor de peças - sempre vai ser muito caro. Se pode se dar ao luxo de ter um carro que vai te deixar na mão em algum momento, o Alfa pode ser a realização de um sonho. Se for pra usar na vida real, vai de pelado 2011.
  2. VW Up! TSI 2018

    Com certeza é por aí mesmo... consumidor quer pagar pouco e aparecer muito. Eu entendo, e acho que cada um tem que procurar o que vai ser melhor pra si. Obrigado pela resposta.
  3. VW Up! TSI 2018

    Voltando aqui com mais um relato... dessa vez o VW Maps + More através do App Connect. Outro dia fiquei perdido em um bairro que não costumo ir na minha cidade e acabei precisando do auxílio do GPS. Me surpreendeu como o GPS do Up! funciona até bem, e sem a necessidade de consumir dados do 4G. Os caminhos sugeridos são bons e mesmo depois de me achar na cidade continuei usando-o para ver quão bem ele ia - e foi muito bem, andando na cidade como eu mesmo faria. As informações sobre o uso do carro, com consumo médio, instantâneo, velocidade media, etc. são outro ponto positivo. Fora esses dois pontos, o aplicativo ainda precisa de muitas melhorias. A não integração com Spotify e outros aplicativos é um enorme ponto negativo. Outra coisa que não gostei muito é que a todo momento existe uma barra na interface, mostrando relógio e um botão de voltar, que poderiam ser omitidos, uma vez que se controla o aplicativo pelo carro. É um sistema que tem como melhorar com atualizações do App, mas levando em conta o valor, está aquém do que deveria ser. Se não me engano, a VW cobra cerca de 1600 por ele... poderia cobrar um pouco menos. Parece que a grande vantagem é ter um rádio com uma interface melhor do que o standard do veículo, que dá um aspecto melhor ao painel. É isso... valeu!
  4. Primeira rotação: Toyota Camry 2018

    O maior problema com esses carros para o Brasil é o tamanho, além do preço abusivo... parece que vendemos carro por m2. Heheheh! O Camry é um carro tipicamente feito pra americano - motorzão, espaçoso, exagerado no visual. É bom de dirigir... quando vou aos EUA acabo pegando esses carrões enormes, e é muito confortável. No Brasil, eu já não diria que é ideal, pois vivemos num padrão muito inferior, e estacionar um carro dessas dimensões é pior do que SUVs que normalmente vemos por aqui. É um carrão, mas nesse valor, no Br, sem chances.
  5. VW Up! TSI 2018

    O grande problema não é querer consenso algum. O problema é achismo, na maioria das vezes. Vejo muitos consumidores brasileiros considerando carros apenas pelo apelo visual... minha sogra recentemente foi comprar um pseudo-SUV, e começou apaixonada pelo Compass. Olhou, gostou muito, achou bonito, ligeiramente apertado pro gosto dela. Dirigiu, achou nada demais, mas ainda assim estava disposta a comprar o carro. Mostrei uns plásticos frouxos dentro do carro, qualidade de alguns acabamentos que deixava a desejar num carro de 125000. Levei pra olhar outros carros. Acabou gostando muito mais de um Tiguan que viu, que apesar de não ter LEDs de condução diurna, visual chamativo, etc., é muito mais carro e tem um acabamento infinitamente superior. Compra de carro certamente é emoção, a partir de um certo nível de carro. No Brasil hoje, com 50 mil, dificilmente você compra um carro que vale aquilo que se paga, infelizmente. O problema é que no achismo as pessoas por simplesmente não admirarem o Up visualmente falando, o que é totalmente compreensível, julgam o carro sem nunca terem dirigido. Um exemplo seria eu falar mal do HB20. Cara, não é um carro que gosto, mas falar que é um lixo/bosta/etc. não faz sentido. É um carrinho que até funciona bem, mas pra mim deixa a desejar em alguns acabamentos. Não confunda plástico que recobre as portas e vidro elétrico traseiro com acabamento. Eu sou um maníaco com grilos, me incomodam muitíssimo (músico desde criança, ouço tudo), então acabamento de boa qualidade não gera grilos (ao meu ver). Nesse quesito, dos carros nessa faixa de preço, o Up! é provavelmente um dos melhores, mesmo que deixe a desejar em termos de materiais como os encontrados no Golf que tive, tanto que no comparativo com o Polo que coloquei acima, achei o Up! melhor construído. Bom, só uma pequena troca de ideias.
  6. VW Up! TSI 2018

    Voltando aqui com uma análise comparativa com um carro que me chamou a atenção nas últimas semanas. Minha sogra comprou um Tiguan 1.4 esse mês, e aproveitando a ida na concessionária com ela (tanto na compra quanto na entrega), olhei o Polo Highline com calma, fiz test drive, etc. A vendedora sabendo que sou médico e vendo minha empolgação queria vender o carro, então me mostrou tudo lá, deixou guiar um bom trecho, etc. A parte de dinâmica do carro é muito boa. O chão é um misto de boa dirigibilidade e conforto, não sendo exatamente rígido, mas também não completamente mole. Em termos de curvas me pareceu muito estável, direção bem diretinha, bom comportamento e rolamento pequeno da carroceria. A posição de guiar é excelente, bem parecida com o Golf que tive. Comparativamente ao Up!, que é de uma categoria totalmente diferente, vejo no Polo uma grande vantagem em termos de dinâmica e dirigibilidade em curvas, como esperado pelo próprio desenho do veículo. Uma coisa que me pareceu mais neutra é exatamente a força do motor atrelada ao câmbio. O Polo me pareceu discretamente anestesiado em comparação com o Up!, acaba patinando um pouco para sair do lugar ou retomar velocidade. As trocas de marcha por borboleta até toleram bem reduções mais próximas do limite, mas existe um lag considerável e de certa forma incômodo. A sensação que tive é que o carro anda um pouco menos nas retas, embora contorne curvas de forma que o Up! nunca será capaz. Em termos estéticos do interior da cabine, acho o Polo bem resolvido, visual legal e tudo mais. Comparativamente, entretanto, o Polo usa materiais de qualidade aparentemente inferior, principalmente no painel. O material plástico brilhante e os encaixes são ótimos, mas o plástico acima e abaixo são ruins, bem como o do console central. A textura é rude, e parece mais com os carros VW Brasil (Gol, Fox, Voyage, Saveiro) do que um padrão visto no Up!, que usa um plástico de qualidade melhor no painel (inclusive a peça principal, que tem uma textura ótima). Um ponto elogiável é o isolamento acústico da cabine do Polo, muito bom pra categoria. Pelo que estão pedindo no Polo, nessa versão automática eu teria uma enorme resistência em investir. O câmbio não está exatamente redondo com o motor, embora bom, os acabamentos são inferiores ao que eu esperava, falta algum requinte que não encontrei. Tudo bem que o visor digital é legal, mas não compro carro somente por componentes eletrônicos. Nesse valor (75000) dá pra levar um Golf 1.0, que é melhor em todos os aspectos, só não sendo automático, e anda bem parecido com muito mais requinte de construção. Uma outra questão, já não relacionada ao Polo, mas sim diretamente ao Up!: por quê existe uma polêmica tão grande em relação ao pequeno TSI? Vejo o seguinte: quem gosta, geralmente acha um carrinho muito bom, quem não gosta tem ódio. Outro ponto é em relação ao visual, tem gente que acha simpático, tem gente que acha horrível, tem gente que acha lindo. Claro que tem uns molóides que compram Up! pra correr, o que pra mim é uma piada, mas não acho que isso justifica tanta polêmica. E mais... é caro? Com certeza! Mas qual carro é barato? Qual carro de entrada no Brasil é realmente bonito?? Eu sinceramente não vejo nenhum, nem amados como HB-20...
  7. Batida na guia

    Batidas assim podem prejudicar várias partes do carro, podendo inclusive enpenar rodas, disco, estragar coxins, amortecedor, etc. Tudo isso depende de uma análise direta do veículo. Ideal seria levar em uma mecânica e avaliar o que pode estar pior. Avaria em alguma coisa provavelmente teve, o lance é descobrir em que. Aliás, interessante pra começo de conversa ver como está de alinhamento. Boa sorte aí, tomara que não seja nada de mais.
  8. Eu não estava pensando que pegariam o TSI, e sim o MSI. Embora inferior em alguns acabamentos em relação ao TSI, o aspirado também é um carro muito bem feito. Eu me incomodo muito com barulhos e acabamento soltando/arranhando fácil. O Up! parece superior que seus concorrentes nesse quesito. Depende de o que você se refere à bons assentos. Algumas pessoas curtem assentos mais moles. Entendo que pra sua condição, um assento de espuma mais densa seja o ideal. Suportes laterais também são ideais. Acho que só sentando pra você saber.
  9. Rapaz, o Up! é um carrinho muito bacana, sem dúvidas. Eu mesmo acabei pegando um, saindo de um Golf VII (perdi num acidente), e sinto que o carrinho tem uma estrutura bem legalzinha. Sei que o modelo MSI é de certa forma inferior, mas a qualidade dos acabamentos é diferente de outros da mesma categoria, mesmo que aparentemente mais simples. Uma coisa que deve dar uma olhada é a quilometragem. O Up! tem algumas manutenções que exigem uma oficina ligeiramente mais bem preparada. Por ter um cofre de motor pequeno, a troca de uma correia dentada exige instrumental que não vai encontrar em qualquer lugar por exemplo (troca aos 60k). Sei de algumas particularidades do motor TSI, e sei também que a manutenção é cara em termos de alguns componentes como bicos injetores (que são sensíveis a gasolinas de qualidade duvidosa). Considere isso também...
  10. Muito bacana o tópico! Dei uma lida desde o início e estou curtindo o que leio aqui. Parabéns pelos posts e por ajudar a mãe na compra de um carro. Há pouco tempo tive que ajudar a minha a se desfazer do carro - agora ela só usa Uber. :)
  11. VW Up! TSI 2018

    Sim, bocal do tanque! Péssima economia, já havia citado aqui antes - o ajuste de profundidade pra mim não fez falta, encontrei minha posição de guiar sem problemas... os pneus do meu Connect são Dunlop Enasave e não tenho do que reclamar. É uma faca de dois gumes. Pra cidade, as marchas longas te deixam um bom tempo sem cambiar, quase nunca colocando uma quinta. Na estrada, estando em quinta, pra ultrapassar alguém tem que jogar uma terceira e não quarta (as vezes até uma segunda na estrada), e isso demora a acostumar um pouco. Se jogar a quarta, o carro até vai, mas precisa esperar encher a turbina. Sim, sempre me lembro dos seus relatos. A verdade é que o Up! é um carro que surpreende dirigindo. Estou muito feliz com ele, sem dúvidas, mas talvez indo pra SP e tendo que encarar mais transito pesado, eu acabe pegando um Polo ou até algo mais caro. Dei uma namorada em um na concessionária, só não me empolgou muito ainda em termos de consumo (o câmbio parece o culpado), mas anda muito bem, suave, gostoso de guiar e confortável. Lembro também do módulo que você falou, mas acabei nem investindo. Ainda acho absurdo não ser item de série.
  12. VW Up! TSI 2018

    Voltei para compartilhar novidades dos 2400 km rodados. Me surpreendi com a qualidade de montagem das partes internas do carro. Até o momento, sem ruídos chatos vindos dos plásticos, seja do painel, seja das portas. Os bancos tem uma qualidade excelente pra categoria, com espuma densa, costura e qualidade do tecido que o recobre permanece como novo (tem carro que o tecido cede e fica frouxo no banco). A qualidade do plástico do painel é inclusive superior ao Polo Highline que olhei essa semana. As portas são o ponto fraco na montagem, e acredito que com o tempo poderá sim fazer algum barulhinho - por enquanto está zerado. Existe um tremor no vidro dianteiro quando em paralelepípedo, parece erro de projeto (já havia comentado antes sobre o ruído). Mecanicamente o carro está até melhor do que quando peguei. Retomadas ligeiramente mais esperto, acelera bem, freia melhor. Está com um ruído em frenagens de baixa velocidade que vem das pastilhas dianteiras - não atrapalha na frenagem, mas as vezes incomoda - imagino que seja da marca das pastilhas, já que o Golf fazia o exato barulho. Dinamicamente, não é ideal para nenhuma estripulia, mas faz curvas bem na estrada e passa bastante segurança até 110 km/h. A partir daí surgem ruídos aerodinâmicos nos retrovisores, ventos laterais incomodam, mas o carro não fica flutuando como caminhonetes. PS: Vejo uma galera comprando Up! como esportivo ou "carro pra correr". Não é. O acerto aerodinâmico do carro não é feito pra isso, nem a suspensão, nem o freio... Consumo não há do que reclamar. Subida de serra, com ida e volta, cerca de 350 km... 17,5 km/l. Incrível! Já cheguei a fazer 20 km/l numa estrada mais plana. Com mijolina a R$4,00, uma das melhores qualidades do carrinho. Abasteci o carro pouquíssimas vezes, e como tenho rodado pouco, vai permanecer assim. Um detalhe é que esse consumo tem batido com o que faço na bomba, cerca de 15 km/l. Intercorrências, por enquanto, nenhuma (exceto aperto no defletor abaixo do carro descrito em outra postagem). O que vejo no uso de dia a dia é frequentemente omitido pela mídia, mas também exacerbado pelos "experts da internet". Ponto a ponto, depois desses mais de 6 meses de uso... Positivos: - Mecanicamente o conjunto do carro é incrível. Não só é esperto, como energeticamente eficiente. Se souber dirigir com educação, sem aceleradas e rachas de semáforo, vai consumir pouco e ter um carrinho que anda como um 2.0. Além de motor e transmissão, a parte de suspensão é muito eficiente em deixar o pequenino mais estável do que o esperado pelo desenho do carro (alto e estreito). - Acabamento de várias partes surpreende. Verdade que existe lataria exposta em diversos pontos do carro, mas não tira o mérito de ter construção bem refinada para a categoria. As mudanças no painel de instrumentos são muito bem vindas, com visual bem superior ao anterior (ao meu ver). - O painel de instrumentos melhorou não somente em termos de design como também de utilização. O conta giros está no lugar correto, a leitura da velocidade em digital, bem como no próprio leitor é muito boa, computador de bordo mais que suficiente. - Espaço interno para um carro tão compacto é muito positivo... tive um Celta (primeiro carro), e não era incomum bater ombro com alguém sentado ao lado do carona (no caso pai e amigos). No Up! isso é diferente. Negativos: - Ausência de algumas conveniências como one-touch dos vidros dianteiros é bem estranho num carro desse valor. É o tipo de miséria porca que não faz muito sentido, vendo que o carrinho é um bocado caro nessa versão (TSI). A ausência de iluminação dos botões da porta também é uma economia que atrapalha muito no uso. O vidro traseiro a manivela não me incomoda, pois além de quase nunca ter sido aberto, ando com AC 100% do tempo. - Peça que segura o telefone é uma coisa que não me agrada nem um pouco, pois invade um pouco o ponto de visão na condução. Além disso, me pareceu o único ponto do painel propenso a barulhos. - Erro no projeto para acomodação do cinto dianteiro faz com que o mesmo acabe eventualmente batendo na coluna B. Chato. - Ao mesmo tempo que a transmissão em conjunto com o motor é uma das maiores qualidades do Up!, é um pouco estranho se acostumar com marchas tão longas em situações de ultrapassagem na estrada. Acaba que tem que usa-lo como um 4 marchas... ao invés de reduzir da 4 pra 3 e ter força total, as vezes tem que meter uma segunda. Numa saída de lombada as vezes é necessário engatar uma primeira, e pra não ter aquele tranco tem que queimar um pouco da embreagem. Mecanicamente foi o único relativo "problema" no uso prolongado. Acho que é isso...
  13. VW Up! TSI 2018

    Me desculpe a demora, estive afastado do fórum... o odômetro total só é acessível no computador de bordo, quando o carro já está em funcionamento, e quando ele é ligado aparece momentaneamente. Tem como selecionar para ficar com menos itens no computador de bordo e facilitar a visualização do que interessa. Obrigado pelo comentário. Curtindo o carrinho. Atualmente com 2300 km rodados.
  14. Eu sou um cara que gosta de esportivos, mas certamente não compraria um. O mais significativo ponto é o seguinte: carros esportivos tem uma manutenção e seguro muito acima do ideal para alguém que só usa o carro em situações normais como eu. Um Golf GTI por exemplo, que sou apaixonado, não valeria a pena - eu só gastaria mais combustível e teria o mesmo conforto do Highline. Minha namorada tem esse exato problema com o Cooper S, é gastão e 90% do tempo ela não senta a botina, feito somente em ultrapassagens na estrada. Claro que aqui estamos ignorando a questão de satisfação pessoal, mas aí são outros 500... Uma coisa que mudou em mim desde que comecei a usar carros turbo, é que atualmente eu teria uma grande dificuldade para ficar num carro aspirado. Falta esperteza em baixa - falta muita esperteza em baixa. No Brasil, esses carros são vistos como "esportivinhos" ou "esportivados", mas todos sabemos que na verdade o downsizing é pro consumidor comum, tendo um ganho em performance com cilindrada mais baixa. Vejo gente que considera Golf, Civic Turbo, A3, 320i, etc. esportivos, mas na verdade são carros completamente comuns - nada de esportivo. O brasileiro que acostumou com o baixo nível dos próprios carros. Toda viagem ao exterior que fiz até hoje aluguei carro, e todos no Brasil seriam vistos como de "alta performance". Lá fora, era mais um. O Camaro acho que é o maior dos exemplos... você vê muito Accord e Altima que andam quase igual - lá é o Camaro é um "esportivo" de pobre, assim como o Up TSI é visto no Brasil (mesmo sem ser).
  15. Camaro sexta geração ou Mercedes C250 coupe

    Eu dirigi por quase 2000 km um Camaro da nova geração ainda esse ano. Fiquei 20 dias nos EUA com ele. Fui de Miami a Key West, depois de lá até Orlando, depois de volta pra Miami, fora trajetos menores dentro de Miami e Orlando (40-50 km de estrada quase que diariamente). O motor é realmente uma estupidez em termos de aceleração, mas no quesito conforto e acabamento ele deve demais a alternativas mostradas aqui no tópico como a 240i e TTS. Muito mesmo... muitos engates de plástico de baixa qualidade, MyLink não é muito superior aos dos carros populares da Chevrolet, etc. Ao meu ver, ele definitivamente não seria uma compra muito racional. Se ama o carro, por visual e etc. eu diria pra ser feliz e pegar. Se for só por pegar, não acho que vale o que pedem no Brasil.
×