DESONERADO

Placa Preta
  • Total de itens

    3.983
  • Registro em

  • Última visita

Sobre DESONERADO

  • Rank
    Jeremy Clarkson

Contact Methods

  • Website URL
    andreaovolante.wordpress.com

Profile Information

  • Gender
    Not Telling
  • Local
    Belo Horizonte

Últimos Visitantes

416 visualizações
  1. Uma reflexão sobre a atual situação dos dias de hoje, observadas durante uma viagem: https://andreaovolante.wordpress.com/2017/01/29/viagem-ao-passado-pelas-estradas-do-pais-a-realidade-passada-do-nosso-presente/
  2. No caso, na minha opinião, o mercado e influência americana são fortes demais para as próprias montadoras americanas no caso decidirem fazer uma guerra contra... elas tem mais bem a perder. As japonesas iriam nadar de braçada...
  3. Boa Munch, a origem de tudo foi isso mesmo. Bom, são empresas Americanas que saem do país para poder produzir mais barato para vender para o próprio país de origem. Tenho certeza que se alguém aqui perdesse o emprego sob as mesmas condições, iria ficar revoltado. Aliás, já tem muita empresa com projeto de ir para o Paraguai para explorar essa situação... só que, não vejo um Trump por aqui para poder proteger o mercado.
  4. A tempos foi anunciada que o EvoX era o último, infelizmente!
  5. Ué Loucura, não to conseguindo responder o tópico lá da parceria do site das oficinas não. Será que tá com algum problema no tópico?

    1. Sr. Loucura

      Sr. Loucura

      Alguma atualização deve ter bagunçado as permissões... veja se consegue agora!

      Valeu pelo aviso!

  6. Corolla é um fenômeno mesmo. Conseguiram colocar uma percepção de valor na cabeça do povo sobre ele que ninguém tira.
  7. Poderia bem substituir logo o modelo atual, que já tem visual cansado. Escrevi um pouco sobre o ASX aqui para quem tiver curiosidade:https://andreaovolante.wordpress.com/2016/12/09/mitsubishi-asx-novo-ou-usado/
  8. Será que a manutenção é mais em conta? Acho que empata.
  9. Mas a ideia era ele ser mais barato mesmo, e mais econômico, não ia ter sentido uma cópia literal de um carro ao outro e ainda por cima em valores parecidos. O Freemont era excelente opção de espaço, bom acabamento e muitos acessórios. Mas, melhor comprar um crossover compacto pelo mesmo valor pra levar as crianças ao colégio né...
  10. É o que venho falando... não tem especialista em carros nem na imprensa, e muitas vezes nem na indústria automotiva...
  11. Dos atuais apenas Renegade e HRV possuem freio a disco nas rodas traseiras. Só o Renegade tem suspensão independente.
  12. É só ir lendo outras matérias de carros que você conhece bem, que você a sutileza do posicionamento a favor ou contra, diferente de outros sites como Flatout e Autoentusiastas.
  13. Fato. Quando eu estava escrevendo o texto do RNG e lia todas notícias, via claramente a tendência negativa ao modelo. Não só eu como muita gente, e depois na matéria do Mobi da 4patas isso fica descarado como mostrei aqui https://andreaovolante.wordpress.com/2016/11/15/fiat-mobi-o-trump-brasileiro/
  14. O Uno volta a ser mais competitivo agora. A Fiat pra variar está demorando demais pra renovar o resto da linha, mas acredito que a prioridade era Renegade, Compass e Toro, que estão vendendo bem. No mais bom saber da oferta de um bom motor, só falta equipar mais modelos.
  15. Ferrari celebra novembro como melhor mês no Brasil em 2016 14/12/2016 15:34 4 comentários 2 Minutos de Leitura Crise? Que crise? Durante o mês de novembro, a Ferrari conseguiu registrar boas vendas no mercado brasileiro, tendo seu melhor mês no País em 2016. No mês passado, a marca de Maranello emplacou cinco unidades, superando seu recorde anterior de três exemplares comercializados, registrado em abril, em agosto e em setembro. Ao todo, são 20 modelos da empresa vendidos neste ano em nosso mercado. Curiosamente, o superesportivo mais emplacado da Ferrari foi a F12tdf, versão especial da F12 Berlinetta com produção limitada a apenas 799 unidades e o bólido mais caro disponível na linha “brasileira” da fabricante. O modelo registrou duas unidades no Brasil, cada uma com preço de R$ 5,3 milhões (segundo dados da tabela Fipe). A Ferrari F12tdf é equipada com um motor V12 de 6.3 litros, capaz de entregar 780 cavalos de potência e 71,8 kgfm de torque. Segundo a marca, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e atinge velocidade máxima de 340 km/h. Já a California T, atual bólido mais em conta da Ferrari por R$ 1,9 milhão, teve um exemplar vendido. O modelo é dotado de um motor 3.9 litros V8 turbo, que desenvolve 560 cavalos de potência e 77 kgfm de torque, vai de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e tem velocidade limitada a 315 km/h. Outro modelo que conseguiu vender um exemplar foi a Ferrari 488 GTB, que custa R$ 2.650.000. Na motorização, há um 3.9 V8 biturbo de 670 cv e 77 kgfm. O bólido acelera de 0 a 100 km/h em três segundos e alcança máxima de 330 km/h. A Ferrari F12 Berlinetta também emplacou uma unidade por R$ 3,6 milhões. O carro usa um motor 6.3 V12 de 740 cv e 70,3 kgfm e alcança os 100 km/h em 3,1 segundos. A velocidade é limitada a 340 km/h. [Fonte: iCarros]